Sudeste caminhões

Porque devo fazer manutenção preventiva em meu caminhão?

Porque devo fazer manutenção preventiva em meu caminhão?

No Brasil, caminhões e veículos de carga passam muito tempo na estrada, percorrendo grandes quilometragens, dadas as dimensões do país. Problemas no motor, óleo vazando ou ainda uma bateria descarregada são exemplos de contratempos que poderiam ser evitados com uma manutenção preventiva. Graças à manutenção preventiva, é possível diminuir os gastos com o veículo  e ter uma viagem tranquila.

Esse tipo de manutenção é mais barato e eficaz, porém, exige que se estabeleça uma rigorosa rotina, que não poderá ser burlada nem adiada. Ou seja, a manutenção preventiva aplica a ideia da verificação e previsão de problemas, muitas vezes, trocando alguns componentes que ainda não apresentaram problema.

Ao contrário do que muitos pensam, fazer uma manutenção é um investimento e não um gasto. Estudos apontam que as despesas com o veículo diminuem em até 30% quando a manutenção preventiva é realizada. Além disso, é importante para que o caminhão não pare no meio de uma viagem, ou seja, pego em uma fiscalização, situações que comprometem os ganhos com o frete.

A falta de manutenção preventiva pode gerar danos graves ao caminhão e, inclusive, riscos à vida do motorista. Para conhecer um pouco mais, a Sudeste Caminhões selecionou algumas dicas para você realizar a manutenção preventiva no seu veículo.

 

Respeite as indicações do fabricante

É difícil não ceder à tentação de acreditar que ninguém conhece mais um veículo que seu motorista, mas você deve respeitar as peculiaridades e detalhes de um veículo, apresentadas em seu manual. Nele, estão as informações recomendadas pelo fabricante do veículo, visando um melhor aproveitamento e desempenho do veículo, com economia.

Ao ser desenvolvido, o fabricante investiu tempo, conhecimento e dinheiro para produzir um veículo que trouxesse os melhores resultados para seus clientes. Por isso, seguir suas recomendações é garantia de conservação e máximo desempenho e durabilidade do veículo.

 

Pneus meia vida

Os gastos com um caminhão são muitos: desde impostos até o consumo de combustível e os pedágios que são enfrentados nas estradas. Para economizar, alguns motoristas preferem pneus usados em relação aos novos. O problema disso é que já existem até pesquisas que comprovam que os pneus de segunda linha possuem uma durabilidade extremamente inferior. Ou seja, no final, podem sair o mesmo preço ou ainda mais caros do que um comprado em uma loja.

Além disso, um pneu precisa estar dentro da lei. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), um pneu deve ser trocado quando os sulcos tiverem 1,6 mm de profundidade, o que não é muito incomum em pneus usados.

Por essas razões devemos ressaltar a importância dos pneus novos comprados em locais especializados. Para uma vida útil maior também é recomendado que o caminhoneiro faça rodízio entre as posições dos pneus, desgastando-os por igual.

 

Pneus calibrados

Sabemos que os pneus são itens que estão diretamente relacionados à segurança e, se estiverem com sua manutenção em dia, dificilmente deixarão você na mão. Logo, antes de uma viagem, faça sempre uma verificação visual para identificar se há danos no pneu, como rasgos, trincas, bolhas etc.

Além disso, a calibragem dos pneus é extremamente importante para que não haja um desgaste prematuro diminuindo sua vida útil. Até porque, pneus descalibrados podem trazer, também, instabilidade na direção, e gerar graves acidentes.

 

Não ignore a fumaça que sai do veículo

Sabemos que é normal em um motor de combustão interna, como o dos carros e caminhões, a queima de combustível liberar fumaça pelos escapamentos. Mas nem sempre a fumaça produzida por esse motor é normal. Ela pode indicar que algo não está certo.

É preciso estar atento à fumaça liberada pelo motor, ou fumaça liberada por locais onde não deveria ser expelida. Fumaça pode indicar algum problema sério e deve ser observada sua origem o quanto antes.

 

Combustível original

Na estrada, muitas são as opções de combustível, várias delas chamam atenção pelos preços atrativos, mas por trás disso pode existir substâncias capazes de prejudicarem o desempenho e até mesmo algumas partes vitais do veículo, obrigando o motorista a realizar, por exemplo, uma manutenção do motor do caminhão.

 

Esteja sempre atento ao óleo

A viscosidade e a cor do óleo são tão importantes quanto sua troca periódica. Motores a diesel requerem lubrificantes especiais e seu desempenho pode ser decisivo nos custos operacionais da sua frota.

Resíduos e sujeira no óleo são indicativos de má lubrificação das peças do motor. Isto pode comprometer seu desempenho e sua vida útil! Ao notar esse tipo de comportamento, é preciso encaminhar o veículo o quanto antes para um especialista.

 

Verifique o sistema elétrico e de sinalização

Faça também, periodicamente, uma avaliação do sistema elétrico, verificando alternador, bateria, ficando atento a ruídos na partida etc. Além disso, verifique diariamente o funcionamento das luzes de sinalização, como setas, faróis, luz de freio, dentre outros. Problemas mais sérios no sistema elétrico do caminhão podem, inclusive, fazer com que ele pare de funcionar.

Defeitos no sistema elétrico necessitam de especialistas para qualquer manutenção, então leve sempre em concessionárias especializadas.

 

Onde levar meu Volkswagen para a manutenção preventiva?

Na hora de fazer as revisões e manutenções preventivas, é muito importante que você leve o seu caminhão até uma concessionária especializada. Cada caminhão, motor e tipo de uso exigem um cuidado diferente. Pensando nisso, os técnicos da Sudeste Caminhões são constantemente treinados e estão sempre por dentro das novidades. Assim, você pode pegar a estrada com tranquilidade, com a segurança de saber que seu caminhão está em perfeitas condições para qualquer viagem!

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Ninguém entende tanto o seu caminhão quanto a gente.
Conte com toda agilidade e conhecimento da nossa equipe.

Cadastre-se em nossa newsletter

e receba nossas ofertas em primeira mão.

newsletter
© 2019 - Sudeste Caminhões - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: